Atualização Cadastral App Store Google Play facebook twitter youtube

Artigos

 

Renovação Espiritual

Publicado em: 28/10/2015 por CBN-SP

Renovação Espiritual

Usa-se e abusa-se do nome Renovação Espiritual; alguns o exploram ou o levam ao extremo; outros o caluniam e o combatem; outros, porém, escondem-se atrás dessa bandeira para praticarem tudo o que pede o coração. Então vem os exageros, os desajustes, os abusos, o oportunismo, não raro os ataques, a polêmica, a confusão, a desordem no culto e tudo em nome da Renovação Espiritual. Mas, o que Renovação Espiritual tem com isso? Cada um assina o seu próprio compromisso. Não podemos avaliar uma obra, apenas pelo que um líder proclama ser. O critério tem que ser o do Senhor Jesus: “Pelo fruto se conhece a árvore”.

Pretendemos, na conjuntura que a Obra de avivamento alcançou no Brasil, definir Renovação Espiritual ou, pelo menos, conceituá-la.

Começaremos por dizer o que não é Renovação Espiritual.

Renovação Espiritual não é uma nova denominação, ainda que alguns inimigos da obra isso pretendesse, e também, uns poucos de dentro que não – entenderam a obra. Se algumas se uniram e se organizaram, a responsabilidade disso cabe não a tais igrejas, mas às denominações que as cortaram da comunhão geral e as afastaram da cooperação. Mesmo nesse aspecto, Renovação Espiritual é heterogênea, pois atingiu todas as denominações que atuam na pátria brasileira.

Renovação Espiritual não é também nova igreja, ainda que, pela intolerância de alguns líderes denominacionais, as igrejas cortadas da comunhão de sua origem, hoje estão gerando novas igrejas. Compulsório, porém.

Renovação Espiritual não visa, nunca visou e jamais terá por objetivo acabar com as denominações. Tanto que, cada grupo de igrejas que foi expulso de sua denominação, forma um movimento aparte, mas com o mesmo nome de onde saiu.

Renovação Espiritual não faz proselitismo. Ora, proselitismo é atestado de nulidade espiritual. Renovação é vida, portanto ganhas almas para o Reino de Deus. Se alguém, em nome de Renovação, faz proselitismo, os Juízes da obra devem discriminar para não fazer injustiça.

Renovação Espiritual não é e nunca será orgulho espiritual, superioridade. A pessoa batizada com o Espírito está cheia de Cristo, portanto, de humildade, de amor, de tolerância, de paciência, e resignação. Vive escondida atrás da cruz do Senhor e deixa Cristo na frente.

Renovação Espiritual não é barulho, gritaria e confusão no culto. Os cultos não devem ser catacumbas ou geladeiras; pelo contrário, devem ser vivos e santos, cheios de calor espiritual, mas dentro do que lemos em I Coríntios 14.40: “Tudo, porém, com decência e ordem”. A presença de Deus pode trazer barulho, mas barulho não traz a presença de Deus.

Renovação Espiritual não polêmica. Renovação Espiritual é obra do Espírito Santo, portanto, construtiva; a polêmica amarga e destrói. Ou promovemos, no poder do Espírito, ou fazemos na carne a polêmica, seja quais forem as razões para justificar.

Renovação Espiritual não é divórcio da Palavra de Deus, trocando-a por inovações humanas. A Bíblia é o combustível que alimenta o fogo do avivamento. Ela é o apoio de tudo. Não a trocamos por nada. E, com Paulo, aos Gálatas, podemos dizer: “nada além”. E se aceitamos a Bíblia, toda, segue-se que aceitamos o batismo no Espírito Santo e dons espirituais. Não aceita-los, seria negar a Bíblia, o que não podemos fazer, nem admitir.

Renovação Espiritual não é libertinagem, isto é, cada pessoa fazer o que bem entende, sem se harmonizar com os demais membros que constituem a igreja – Corpo de Cristo. Cada um no seu lugar, escondido atrás da cruz de Cristo, com humildade, considerando seu irmão superior, no espírito de Romanos 12.10.

Renovação Espiritual não visa dirigir igrejas. Algumas denominações expulsaram algumas de suas igrejas e depois afirmaram que a Renovação Espiritual, dividiu. Não nos compete julgar. O Senhor julgará por nós e a verdade, mais cedo ou mais tarde, será revelada pelo tempo.

Renovação Espiritual não tem como finalidade julgar os outros crentes, chamando-os de geladeiras, amalequitas, carnais e coisas semelhantes. Isso é falta de amor, é imaturidade, criancice espiritual. “Pelo fruto se conhece a árvore”.

Mas o que vem a ser Renovação Espiritual?

É uma mensagem de alerta da parte de Deus para igrejas, denominações e ministros indiferentes ao drama da realidade que hoje vivemos. Muitos dormem como Jonas no porão do navio de seu interesse próprio, de sua mesquinhez, enquanto o mundo se agita com o mar encapelado de suas aflições.

Renovação Espiritual é uma palavra de protesto contra a prática do mal, contra as injustiças individuais ou sociais, contra o pecado e a tirania do diabo.

Renovação Espiritual é um brado forte, mas amoroso, contra a frieza espiritual, contra a invasão do mundo em nossas igrejas, contra as trevas do pecado que procuram ofuscar a luz de Cristo.

Renovação Espiritual é um movimento sem cor denominacional sem interferência nas denominações ou nas igrejas, e que visa o retorno das igrejas às fontes originais de poder do Espírito como se acha no Novo Testamento, e de suprema fidelidade à Palavra de Deus. É pureza de vida, santidade, é amor aos irmãos, é paixão pelas almas, é conquista de almas, é trabalho, é oração, é atividade no Reino do Senhor! É trazer para o seio das igrejas chamadas históricas, o Poder do Espírito, como está em Atos dos Apóstolos, de acordo com a estrutura dessa igreja, dentro da decência e ordem. É o empenho por um avivamento, isto é, o Fogo do Espírito incendiando as igrejas e pastores, chamando-os à responsabilidade e a abandonar o pecado levando-os a colocar sua vida sobre o Altar do Senhor, incondicionalmente; levando-os, também, a chorar pelas almas perdidas, ganhando-as para Jesus.

Renovação Espiritual é a mensagem bíblica que se empenha em preparar os redimidos do Senhor para a volta de Cristo, que não está longe, e os sinais de sua vinda aí estão.

Renovação Espiritual é uma voz dos céus contra o mundanismo invasor, contra o comunismo real ou disfarçado, contra o materialismo praticado às vezes, de Bíblia aberta, contra o falso ecumenismo sem qualquer apoio na Palavra de Deus, contra a idolatria, contra a macumba, arma que o diabo escraviza milhões, contra todas as obras do inferno, tenha o nome que quiser, não importando quem, também, à frente delas esteja.

Renovação Espiritual é um aviso dos céus para a hora trágica que vive o mundo, onde impera o anticristo, que se esforça por iludir os remidos do Senhor e espalha a sua marca terrível sobre todos os moradores da Terra.

Renovação Espiritual é o desfraldar da rubra bandeira do Senhor, tinta do sangue de Jesus vertido no Calvário, apontando a estreita estrada a seguir, a estrada da renúncia, do sacrifício, do amor, da fidelidade, da esperança; indicando, também, que o rumo a seguir é o da pequenina igreja de Esmirna (Apocalipse 2), a qual o Senhor dirigiu a solene exortação: “Não temas as coisas que tens de sofrer. Eis que o diabo está para lançar em prisão alguns de vós para serdes postos à prova e tereis tribulações de dez dias. Sê fiel até a morte, e eu te darei a coroa da vida”.

Isto é Renovação Espiritual.

 

Pr. Enéas Tognini

Extraído da 1ª edição de O Batista Nacional – novembro de 1967

 

 

 

logo
home   |   sobre nós   |   artigos   |   galeria   |   download   |   contato
Rua Lavradio, 424 - 01154-020 - Barra Funda - São Paulo - SP - cbnsp@cbnsp.com.br - 11 3662-6000 / 11 3662-0497 / 11 96382-6717
Horário de atendimento ao público: de terça-feira à sexta-feira, das 9h00 às 17h00.
Copyright ©2019 Convenção Batista Nacional do Estado de São Paulo. Todos os direitos reservados. Desenvolvimento: MFC Comunicação.
Topo