Atualização Cadastral App Store Google Play facebook twitter youtube

Artigos

 

A queda de um império

Publicado em: 07/07/2016 por CBN-SP

A queda de um império

Os Estados Unidos da América são hoje a maior nação do mundo. Nenhuma outra se iguala a ela em poder econômico e militar. Grande parte da sua projeção no cenário mundial se deve àqueles que a construíram, tornando-a uma potência mundialmente respeitada e temida.

Em 1620, durante o reinado de James I da casa dos Stuarts, um grupo de puritanos (nome dos evangélicos na época) deixou a Inglaterra a bordo do navio Mayflower. Peregrinos, fugindo da perseguição religiosa na Inglaterra, chegaram ao Novo Mundo, à procura de liberdade religiosa. Eram puritanos que pregavam santidade e pureza de coração, cultivando uma vida de humildade e temor.

A cultura americana nasceu impregnada do evangelho, é certo que muitos se desviaram, deixando a mancha da escravidão toldar sua bandeira. Foi necessária uma revolução sangrenta, e muitos anos de luta contra a discriminação e preconceito racial que ainda hoje irrompe na sociedade norte-americana, também marcada pela tragédia do Vietnã.

Hoje vemos sinais de rachaduras no grande edifício construído por Thomas Jeferson, George Washington, Benjamim Franklin e tantos outros.

As rachaduras estão presentes na decadência do evangelho, valores espirituais, princípios de verdade e santidade.

As rachaduras estão na política – dá para falar algo de bom de Donald Trump, um magnata fanfarrão, debochado, ridículo, que, se eleito, será danoso não só ao seu país, mas ao mundo?

Eis um comentário de Monica Bolle, articulista do jornal Estado de São Paulo, publicado no dia 15.06.2016:

“Trump é símbolo do retrocesso econômico, da globalização em marcha a ré… Trump é a personificação da intolerância em todas as suas facetas, do repudio ao outro, à rejeição da globalização econômica defendida pelos republicanos… Quem não enxerga o perigo disso está, infelizmente, profundamente iludido ou cego.”

Donald Trump poderia até passar despercebido. Ele, por si só, é uma destas tantas figuras exóticas que transitam mundo a fora todos os dias. Mas não é bem assim. Ele é um fenômeno nos Estados Unidos, pela grande aceitação quem tem entre os eleitores norte americanos.

Ele pode vir a ser nada mais, nada menos que o futuro presidente da maior potência mundial hoje.

Acredito que não irá acontecer, mas os votos que tem conseguido nas prévias eleitorais são surpreendentes revelando uma falta de tirocínio de um número bastante considerável da população.

Se há rachaduras na vida espiritual e política, embora a economia continue forte, a segurança da nação causa preocupação.

O ataque terrorista de 11 de setembro, que derrubou as torres gêmeas, demonstra a sua vulnerabilidade. Não nos esqueçamos que aviões pilotados por terroristas visavam também o Pentágono e a Casa Branca.

O perigo de uma bomba nuclear explodir atingindo este país, acionada por um terrorista, não pode ser descartado. Egito, Roma, Império Otomano, Alemanha, Japão, ruíram fragorosamente, a bola da vez: Estados Unidos da América.

A História aponta para isso, a situação geopolítica mundial assim o sinaliza e as condições espirituais, políticas e de segurança parecem confirmar essa trajetória inexorável.

A América Latina, o Brasil, e grande parte do mundo desabará. Será o princípio das dores. Se este é o princípio, como será o final?

Os homens têm desafiado a Deus, como no passado os sumérios, acadianos, amoritas, babilônicos, assírios, todos se levantaram como potências mundiais, todos caíram e tornaram-se pó.

O passado acaba sendo uma testemunha do futuro.

Billy Graham, evangelista e pastor batista americano, de 98 anos de idade, em sua página no Facebook afirma:

Nosso país está indo na direção errada. Falhamos como nação, por causa do pecado e desobediência à santa Palavra de Deus. Se nós não nos voltarmos para Deus, temo que o nosso fim esteja próximo.”
Fonte: Cristianismo Hoje

Se há algo de único ao animal humano é que tem a capacidade de expandir o conhecimento em ritmo acelerado e de ser ao mesmo tempo cronicamente incapaz de aprender com a própria experiência.”
Fonte: John Gray, The Silence of animals.

O que precisamos aprender com nossa própria experiência é: “que o temor do Senhor é o princípio da sabedoria!”, “que devemos temer ao Senhor e dar-lhe glória porque vinda é a hora do seu juízo”.

Se você não se preocupa em se relacionar com Deus, em conhecer melhor a sua fé e esperança, santificar-se até nos detalhes, “Porque até na campainha dos cavalos será escrito: Santidade ao Senhor”, “Em todo tempo sejam alvos os teus vestidos” – está correndo um sério risco – porque as Escrituras nos advertem: “Prepara-te ó homem para te encontrares com o Senhor teu Deus.”

Ao cair o Império que existe hoje, outro surgirá – o renascimento do Império Romano, sob a égide do Anti-Cristo, (II Tessalonicenses, Capítulo 2), os dedos da estátua da revelação que Deus deu a Daniel.

A grande estátua, com seus dedos de barro e ferro, será destruída por uma pedra que rolará sobre ela e a esmagará
(Daniel, capítulo 2).

Quando estava olhando, uma pedra foi cortada sem auxílio de mãos, feriu a estátua nos pés de ferro e barro e os esmiuçou.
Então foi juntamente esmiuçado o ferro, o barro, o bronze e o ouro, os quais se fizeram como palha das eiras no estio, e o vento os levou, e deles não se viram mais vestígiosMas a pedra que feriu a estátua se tornou uma grande montanha, que encheu toda a terra.”

Finalmente surgirá o reino do nosso Deus, do nosso Senhor Jesus Cristo, todo joelho se dobrará e toda língua confessará que Jesus Cristo é o Senhor.

Por essa causa, pois, amados, esperando estas coisas, empenhai-vos por serdes achados por Ele em paz, sem mácula e irrepreensíveis” (II Pedro 3.14).

Pr. Edson Quinezi
Pastor da Igreja Batista Betel de Bauru

 

 

 

logo
home   |   sobre nós   |   artigos   |   galeria   |   download   |   contato
Rua Lavradio, 424 - 01154-020 - Barra Funda - São Paulo - SP - cbnsp@cbnsp.com.br - 11 3662-6000 / 11 3662-0497 / 11 96382-6717
Horário de atendimento ao público: de terça-feira à sexta-feira, das 9h00 às 17h00.
Copyright ©2019 Convenção Batista Nacional do Estado de São Paulo. Todos os direitos reservados. Desenvolvimento: MFC Comunicação.
Topo